início > textos Ano XX - 17 de julho de 2019



QR - Mobile Link
O QUE OS OPOSICIONISTAS MERCENÁRIOS DA MÍDIA NÃO PUBLICAM

O QUE OS OPOSICIONISTAS MERCENÁRIOS DA MÍDIA NÃO PUBLICAM

O DITO MAU NEGÓCIO FEITO PELA PETROBRAS, AGORA É UM SUCESSO

São Paulo, 24/03/2015 (Revisado em 24-03-2019)

Referências: A compra da Refinaria de Pasadena, no Texas - USA,  pela Petrobras causou grande prejuízo ao Brasil, segundo os inimigos do Brasil. Mas, passou a dar lucro.

  1. OS MERCENÁRIOS DA MÍDIA MANIPULANDO A OPINIÃO PÚBLICA
    1. A FUNÇÃO DOS CONTADORES
    2. OS PROBLEMAS CAUSADOS PELOS INIMIGOS DO POVO BRASILEIRO
    3. AS CAMPANHAS PARA JUSTIFICAR A PRIVATIZAÇÃO DA PETROBRÁS
  2. LUCROS DA REFINARIA DE PASADENA DEIXA TCU EM POSIÇÃO DESCONFORTÁVEL
    1. O DITO MAU NEGÓCIO FEITO PELA PETROBRAS, AGORA É UM SUCESSO
  3. AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL
    1. APLICAÇÃO DAS NBC - NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NA AVALIAÇÃO PATRIMONIAL

Veja também:

  1. ATIVO INTANGÍVEL: A AVALIAÇÃO PATRIMONIAL E O FUNDO DE COMÉRCIO
  2. PETROBRAS: O MAIOR PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO ESTÁ EM PERIGO
  3. Governo Temer: Engenheiros da Petrobrás Criticam a Política de Preços
  4. O PERIGO DAS PRIVATIZAÇÕES = PERDA DA SOBERANIA NACIONAL = NEOCOLONIALISMO
  5. RISCO BRASIL: fusões e incorporações para formação de cartéis

Coletânea por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

1. OS MERCENÁRIOS DA MÍDIA MANIPULANDO A OPINIÃO PÚBLICA

  1. A FUNÇÃO DOS CONTADORES
  2. OS PROBLEMAS CAUSADOS PELOS INIMIGOS DO POVO BRASILEIRO
  3. AS CAMPANHAS PARA JUSTIFICAR A PRIVATIZAÇÃO DA PETROBRÁS

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

1.1. A FUNÇÃO DOS CONTADORES

Aqui não se pretende discutir os crimes normalmente praticados pelos megalomaníacos executivos nas empresas públicas ou privadas. Este é um caso de polícia.

Apenas pretende-se mostrar se determinado investimento pode ser considerado:

1) - Negativo (quando gera prejuízos constantes, irrecuperáveis) ou

2) - Positivo (quando gera lucros e dividendos para os acionistas minoritários, mesmo que seja a longo prazo).

Os lucros e prejuízos das empresas são calculados pelos contadores.

O preço de mercado das ações negociadas nas Bolsas de Valores, como pode ser manipulado pelos especuladores (megainvestidores) e pelos acionistas controladores, também não está em discussão, porque a apuração dessas eventuais irregularidade é da competência da CVM - Comissão de Valores Mobiliários, de acordo com o contido na Lei 7.913/1989 e na Lei 6.385/1976 com a alterações promovidas pela Lei 10.303/2001.

Então, discute-se somente o valor patrimonial das ações que é calculado pelos contadores de conformidade com o descrito nas NBC - Normas Brasileiras de Contabilidade.

1.2. OS PROBLEMAS CAUSADOS PELOS INIMIGOS DO POVO BRASILEIRO

Enquanto não existiam dados concretos, apenas suposições, os inimigos do Povo brasileiro, mais uma vez tentando manipular a opinião pública (os eleitores). Nas vésperas das eleições presidenciais tentaram fazer de tudo (até o terrorismo eleitoral) para colocar o PSBD no governo federal.

Para isso o partido político preferido da nossa elite escravocrata lançou um galã com pinta de garoto propaganda, todo maquiado do jeito que a mulherada gosta de ver os bonitões na telinha da TV, seus verdadeiros símbolos sexuais. As filhas, primas e sobrinhas do coordenador do COSIFE e as de seus amigos fizeram o mesmo que todas as demais. Foi assim que a mulherada elegeu Collor de Melo em 1989. Elas não vão votar no "Sapo Barbudo", dizia Leonel Brizola, nem em mim, porque sou tão feio como o José Serra e o Geraldo Alckmin.

Mas, para infelicidade de Aécio Neves, a Revista Veja anunciou que Armínio Fraga seria o seu Ministro da Fazenda. Aí fedeu. Isso mesmo: Fedeu!!!

Como foi mostrado na Internet e também neste COSIFE, Armínio só falou besteira e foi infantilmente derrotado por Guido Mantega num debate mediado por ninguém mais (nem menos) que Miriam Leitão. Claro, na Globo. Até ela ficou decepcionada com o Armínio.

Veja em Querem Transformar os Eleitores em Meros Idiotas.

Depois das falas de Armínio, até os profissionais do Mercado de Capitais desistiram de votar no Aécio. Coitado. Ficou uma fera. Em 2015 apelou para o Golpe de Estado, elegantemente por Dilma chamado de Terceiro Turno das eleições.

Semelhante terrorismo eleitoral que Armínio fez contra Aécio (o tiro era contra a Dilma e saiu pela culatra atingindo Aécio), ele já havia feito contra Lula em 2002. Porém, acabou desagradando a todos, até mesmo aos eleitores do PSDB. Por isso Lula foi eleito.

Veja em Avaliação de Armínio Irrita Candidatos.

1.3. AS CAMPANHAS PARA JUSTIFICAR A PRIVATIZAÇÃO DA PETROBRÁS

Mas, levando a sério essa grande onda midiática dos nossos jornalões elitistas que facilmente conseguem manipular a opinião pública, inclusive incitando mais uma vez um Golpe de Estado, começaram as novas campanhas contra a Petrobras.

Algum espertalhão em 2014 (8 anos depois) descobriu que a compra da Refinaria de Pasadena pela Petrobras tinha dado enorme prejuízo ao Brasil. Mas, nenhum contador ou auditor atestou a existência desse fato, nem os profissionais do Mercado de Capitais, que sempre estão por dentro das grandes pilantragens feitas por seus clientes e amigos.

Conclusão. As acusações amansaram porque foi descoberto que a Refinaria Pasadena já estava dando lucro e que os investimentos efetuados pela Petrobras podem ser totalmente recuperados em pouco espaço de tempo.

Entretanto, a nossa Oligárquica Imprensa Marrom nada noticiou sobre esse fato. Descobrimos a notícia no site da Hildegard Angel. Leia o texto a seguir.

2. LUCROS DA REFINARIA DE PASADENA DEIXA TCU EM POSIÇÃO DESCONFORTÁVEL

O DITO MAU NEGÓCIO FEITO PELA PETROBRAS, AGORA É UM SUCESSO

Publicado em 01/09/2014 por Hildegard Angel

Com a divulgação, pela Petrobras, de seu relatório especial sobre a Refinaria de Pasadena, a população brasileira, que vinha sendo contaminada com informações agourentas sobre o negócio realizado, é informada de que o lucro líquido da estatal com ela neste 1º semestre de 2014 foi de US$ 73 milhões, isto é, R$ 160 milhões.

Isso quer dizer que Pasadena pode pagar em menos de dois anos os R$ 700 milhões de prejuízo calculados pelo relator José Jorge, do TCU, e com sobra!

Com isso, o relator José Jorge, que no governo Fernando Henrique ocupou o ministério da Energia, fica em posição desconfortável, já que até agora ninguém havia se lembrado de lhe cobrar o prejuízo, à sua época, de US$ 1,5 bilhão pelo afundamento da plataforma P-36, pois afinal desastres acontecem e há que se ter compreensão para tais fatos.

Veja as explicações complementares no site da Hildegard Angel ou no da Petrobras.

3. AJUSTES DE AVALIAÇÃO PATRIMONIAL

APLICAÇÃO DAS NBC - NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NA AVALIAÇÃO PATRIMONIAL

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

As informações a seguir estão sendo colocadas porque grande parcela dos usuários do COSIFE não são contadores e também porque muitos ainda são estudantes de contabilidade.

Os Ajustes de Avaliação Patrimonial devem ser efetuados com base nas NBC - Normas Brasileiras de Contabilidade, baixada pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade. As NBC foram convergidas às Normas Internacionais expedidas pelo IASB - Conselho das Normas Internacionais de Contabilidade do qual o Brasil participa e contribui para estabelecimento e revisão das normas.

Portanto, com base nas NBC, a cada encerramento do Exercício Social (artigo 175 da Lei 6.404/1976) ou a cada balancete mensal, trimestral ou anual (RIR/1999 - artigos 220 a 232) ou a cada Balanço Intermediário, obrigatoriamente será efetuada uma avaliação ou mensuração de ativos e passivos.

De conformidade com as expectativas existentes no momento do levantamento das Demonstrações Contábeis, o contador da empresa fará a contabilização desses Ajustes de Avaliação Patrimonial levando em conta os Princípios de Contabilidade, especialmente o denominado como Princípio da Entidade, quando se obtém a Situação Líquida Patrimonial da empresa ou de qualquer outra entidade jurídica, com ou sem fins lucrativos, pública ou privada.

Então, as eventuais Provisões e Contingências efetuadas em relação a determinado bem patrimonial, não significam que de fato há ou haverá prejuízo no presente ou no futuro, porque os preços de mercado podem variar diária, semanal, mensal, trimestral, semestral ou anualmente. Isto é, em cada uma daquelas referidas datas de levantamento das Demonstrações Contábeis podemos ter mensurações ou avaliações com valores (resultados) diferentes.

Isto significa dizer que uma coisa que hoje vale 100 amanhã para efeito de negociação (venda) pode valer 200 ou somente 10. Ou seja, se amanhã o preço de mercado for 10 e a coisa for vendida, de fato haverá um prejuízo de 90. Mas, se o preço de mercado amanhã for 200, a venda gerará um lucro de 100.

Assim foi feita a apuração do dito prejuízo que a Petrobras teria se vendesse a Refinaria de Pasadena em determinada data no passado. Porém, depois de feita a manutenção ou reformada necessária, aquela Refinaria foi reativada e passou a gerar lucros. Logo, seu preço de mercado automaticamente passa a ser maior. Então, aquela provisão para perdas feita no passado deve ser estornada (extinta), porque agora a empresa passou a ser rentável, passou a ter lucros, não mais havendo as referidas previsões de prejuízos.

Veja também A Avaliação Patrimonial e o Fundo de Comércio em que se discute os investimentos feitos na Refinaria de Pasadena.