início > contabilidade Ano XX - 20 de março de 2019



QR - Mobile Link
COSIF 1.22.6 - Elaboração e Divulgação de Demonstrações Consolidadas intermediárias no Padrão do IASB

COSIF - Plano Contábil das Instituições do SFN
COSIF 1 - Normas Básicas
COSIF 1.22 -
Elaboração e Publicação de Demonstrações Financeiras

COSIF 1.22.6 - Elaboração e Divulgação de Demonstrações Consolidadas intermediárias no Padrão do IASB (Revisado em 28-02-2019)

NOTA DO COSIFE:

Onde está escrito "Demonstrações Financeiras", leia-se "Demonstrações Contábeis" porque somente estas devem estar sob a responsabilidade dos contabilistas, conforme determina o COSIF 1.1.2.8

1.22.6.1 -  As instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, constituídas sob a forma de companhia aberta ou que sejam obrigadas a constituir comitê de auditoria nos termos da regulamentação em vigor que divulgarem demonstrações contábeis consolidadas intermediárias, devem observar os pronunciamentos emitidos pelo International Accounting Standards Board (IASB), traduzidos para a língua portuguesa por entidade brasileira credenciada pela International Accounting Standards Committee Foundation (IASC Foundation). (Res 3853 art 1º)

NOTA do COSIFE:

De acordo com o contido na frase sublinhada e em vermelho deste COSIF 1.22.6.1, a entidade brasileira credenciada é o CFC - Conselho Federal de Contabilidade que criou o CPC - Comitê de Pronunciamento Contábeis (mediante a expedição da Resolução CFC 1.055/2005) especialmente para efetuar as traduções, auxiliado por todos os demais membros do CFC e também de outros órgãos governamentais que tenham contadores em seus respectivos quadros de servidores.

O CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis foi criado pelo CFC para que fossem satisfeitas as exigências contidas no artigo 5º da Lei 11.638/2007. Veja os Comentários sobre o contido no artigo 5º da Lei 11.638/2007.

1.22.6.2 - As demonstrações de que trata o item anterior devem ser divulgadas acompanhadas do relatório de revisão limitada do auditor independente. (Res 3853 art 1º § 1º)

1.22.6.3 - A instituição deve manter à disposição do Banco Central do Brasil, pelo prazo mínimo de cinco anos, documentação comprobatória da elaboração e divulgação das demonstrações contábeis consolidadas intermediárias. (Res 3853 art 1º § 2º)

1.22.6.4 - Fica facultada às instituições referidas no item 1.22.6.1 a apresentação comparativa das demonstrações contábeis consolidadas intermediárias previstas nesta resolução para o exercício social de 2010. (Res 3853 art 2º)

1.22.6.5 - As instituições de que trata o item 1.22.6.1, para fins de elaboração e divulgação das demonstrações contábeis consolidadas, devem observar a efetiva data de vigência dos pronunciamentos emitidos pelo IASB. (Res 3853 art 3º)

1.22.6.6 - A adoção antecipada dos pronunciamentos previstos no item anterior está condicionada à previsão normativa específica. (Res 3853 art 3º parágrafo único)

1.22.6.7 - Fica dispensada a divulgação do balanço de abertura das demonstrações contábeis consolidadas, de acordo com os pronunciamentos emitidos pelo IASB. (Res 3853 art 4º)


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.