início > contabilidade Ano XXI - 18 de outubro de 2019



QR - Mobile Link
CONTABILIDADE DE CUSTOS

CONTABILIDADE DE CUSTOS

ASPECTOS CONTÁBEIS E OPERACIONAIS (Revisada em 14-10-2019)

  1. SUBDIVISÃO DOS CENTROS DE CUSTEAMENTO
  2. ESPECIALIZAÇÕES DA CONTABILIDADE DE CUSTOS

1. SUBDIVISÃO DOS CENTROS DE CUSTEAMENTO

Os referidos centros básicos de custeamento mencionados na INTRODUÇÃO podem ser subdivididos em diversos outros com base nas necessidades de apuração de resultados (receitas, deduzidos os custos e despesas).

Os tipos de custos (fixos e variáveis, diretos e indiretos) e também de despesas (diretas e indiretas) foram estudados no tópico pertinente.

É importante salientar que estes são apenas exemplos.

Somente o estudo pormenorizado das necessidades de gerenciamento do empreendimento vai indicar quais serão os centros de custeamento necessários.

A implantação da contabilidade de custos pode ser subdividida nos seguintes segmentos:

  1. CUSTOS DE ADMINISTRAÇÃO
    1. Departamento Financeiro ==> Contabilidade Financeira
    2. Departamento de Pessoal ==> Contabilidade Social
    3. Departamento de Recursos Humanos ==> Contabilidade Social
    4. Departamento de Auditoria Interna ==> Comitê de Auditoria
    5. Departamento de Processamento de Dados ==> Contabilidade Integrada
    6. Departamento de Contabilidade
    7. Departamento de Assessoria Jurídica
    8. Departamento Econômico
  2. CUSTOS DE PRODUÇÃO
    1. Custo por Linha de Produção
    2. Custo de Estocagem de Matérias Primas, Insumos, Peças e Componentes
    3. Custo por Produto
  3. CUSTOS DE VENDAS
    1. Departamento de Vendas
    2. Custo de Manutenção dos Representantes Comerciais
    3. Departamento Mercadológico
    4. Departamento de Armazenagem de Produtos para Comercialização
    5. Custo por Vendedor
  4. CUSTOS DE DISTRIBUIÇÃO
    1. Matriz e Por Unidades de Distribuição
    2. Custo por Veículo utilizado versus mercadoria transportada
  5. CUSTOS DE ARMAZENAMENTO
    1. Produtos Básicos: Matérias-Primas, Insumos, Componentes
    2. Produtos em Elaboração
    3. Produtos Acabados
    4. Estoques para Manutenção e Conservação
    5. Materiais de Escritório
  6. CUSTOS DA MATRIZ E POR AGÊNCIAS, FILIAIS OU SUCURSAIS NO PAÍS OU NO EXTERIOR
  7. CUSTOS POR DEPARTAMENTOS
  8. CUSTOS POR SEÇÕES
  9. CUSTOS POR PRODUTOS

Além das despesas com os recursos humanos necessários e dos materiais de escritório utilizados, dos custos fixos por depreciação de móveis alocados e imóveis usados, do custo de locação ou arrendamento de bens móveis e imóveis, ainda existem as despesas com luz, telefone, água, limpeza e conservação, entre outras comuns a todos os departamentos.

Entre os custos financeiros das empresas, por exemplo, também estão os juros pagos na captação de recursos financeiros e os eventuais juros, multas e moras cobradas pagas credores privados ou públicos em razão do atraso no pagamento de obrigações.

Como exemplo podemos citar que os departamentos administrativos de quaisquer entidades também podem ser geradores de receitas.

O Departamento Jurídico por exemplo pode gerar rendas mediante a recuperação de prejuízos sofridos por inadimplência de devedores ou em disputas judiciais. Outros Departamentos podem usar seu eventual tempo ocioso prestando serviços para outros departamentos ou para outras entidades ligadas ou não. O Departamento Financeiro pode gerar receitas financeiras oriundas da aplicação das disponibilidades em caixa e em bancos em títulos e valores mobiliários negociados no mercado de capitais.

E o presente raciocínio lógico será idêntico no estabelecimento dos custos e das eventuais receitas dos demais departamentos citados e de outros que se tornem necessários de acordo com o objeto social de cada entidade.

Veja o Esquema Básico de Estruturação dos Centros de Custeamento


2. ESPECIALIZAÇÕES DA CONTABILIDADE DE CUSTOS

Como foi mencionado na INTRODUÇÃO, de conformidade com a complexidade das atividades das empresas, várias diretrizes podem ser tomadas, no que se refere à contabilidade de custos, objetivando o custeamento dos bens ou serviços produzidos para fixação do preço de comercialização e para que seja estabelecido com base em pesquisas de mercado qual o tipo de consumidor é o alvo daquele produto e qual a quantidade que pode ser consumida em determinado país, região, estado da federação ou município.

Atualmente a especialização em contabilidade de custos se torna necessária em muitas atividades empresariais. Vejamos a seguir algumas delas e outras podem ser acessadas através do índice de Especializações da Contabilidade:

  1. CONTABILIDADE HOSPITALAR
  2. CONTABILIDADE DE TRANSPORTES
  3. CONTABILIDADE BANCÁRIA

1. Na CONTABILIDADE HOSPITALAR, por exemplo, são calculados os custos dos ambulatórios, dos centros cirúrgicos, do pronto socorro, dos ambulatórios médicos, entre outros que podem ser estabelecidos com base nas necessidades.

2. Na CONTABILIDADE DE TRANSPORTES, além dos custos de administração e vendas, também são calculados os custos por rota, principalmente no transporte de passageiros, seja ele urbano, intermunicipal ou interestadual. Também faz-se necessária a comparação dos custos para transporte de carga por intermédio de frota própria ou mediante a terceirização para outras empresas ou para transportadores autônomos. Neste caso de terceirização também devem ser levados em consideração eventuais riscos complementares, que possam denegrir a imagem institucional da empresa.

3. Na CONTABILIDADE BANCÁRIA faz se necessário estabelecer nos bancos múltiplos, por exemplo, os custos por agência e por departamentos operacionais como os de operações de câmbio, custódia de títulos e valores mobiliários (incluindo ouro), operações nas bolsas de valores, captação e empréstimo de recursos financeiros, repasse de recursos governamentais e de organismos internacionais, operações compromissadas realizadas no mercado de balcão, operações de arrendamento mercantil, operações de crédito direto ao consumidor e de empréstimo pessoal, etc...


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.