início > cursos Ano XXII - 27 de setembro de 2021


QR - Mobile Link
BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS - MATEMÁTICA FINANCEIRA E ESTATÍSTICA

EXAME DE SUFICIÊNCIA - ANEXO I

CONTEÚDO APLICÁVEL À PROVA DE BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

7. MATEMÁTICA FINANCEIRA E ESTATÍSTICA (Revisada em 21-08-2021)

RESUMO:

  1. FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA
  2. CORREÇÃO MONETÁRIA E INFLAÇÃO
  3. MATEMÁTICA FINANCEIRA APLICADA À CONTABILIDADE E ANÁLISE DE INVESTIMENTOS
  4. FUNDAMENTOS DE ESTATÍSTICA
  5. ESTATÍSTICA APLICADA CONTABILIDADE

Coletânea por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

7.1. FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA

  1. Juros Simples, Juros Compostos
  2. Desconto simples e composto
  3. Desconto comercial (por fora) e Desconto racional (por dentro)
  4. Taxas Nominal, Efetiva, Proporcional e Equivalente
  5. Séries de pagamentos uniformes
  6. Sistema de amortização.

7.2. CORREÇÃO MONETÁRIA E INFLAÇÃO

  1. Índices de atualização e inflação
  2. Variação dos índices
  3. Taxa de juros nominal e real
  4. Depósito com correção monetária
  5. Números índices
  6. Deflação

7.3. MATEMÁTICA FINANCEIRA APLICADA À CONTABILIDADE E ANÁLISE DE INVESTIMENTOS

  1. Fluxo de Caixa Descontado
  2. Valor presente
  3. Custo anual
  4. Taxa Interna de Retorno (TIR)
  5. Payback
  6. Taxa Mínima de Atratividade (TMA)
  7. Custo amortizado
  8. Aplicação prática da Matemática Financeira ao processo de reconhecimento, mensuração e evidenciação contábil

7.4. FUNDAMENTOS DE ESTATÍSTICA

  1. Distribuição de Frequência: Intervalos de classe. Histogramas e polígono de frequência. Frequência acumulada e relativa. Representação gráfica.
  2. Descrição de Dados: Média aritmética. Média geométrica. Mediana. Moda. Quartis, decis e percentis. Amplitude. Desvio médio, variância e desvio-padrão. Coeficiente de variação.
  3. Números Índices: Construção de índices simples e compostos. Mudança de base de um número índice. Índice de preço ao consumidor. Deflação.
  4. Séries estatísticas, tabelas e gráficos
  5. Estatística descritiva
  6. Probabilidades: Eventos independentes, dependentes e mutuamente exclusivos. Valor esperado. Probabilidade condicional.  Distribuição discreta e contínua. Distribuição binomial. Distribuição normal. Análise combinatória. Variáveis aleatórias. Distribuições amostrais. Estimação
  7. Testes de Hipóteses: Teste de diferenças de médias. Determinação do tamanho da amostra. Teste quadrado. Distribuição T Student. Distribuição binomial. Distribuição F. Teste de diferença entre variâncias.
  8. Regressão e Correlação: Teoria da correlação. Correlação linear e múltipla. Medidas de correlação. Mínimos quadrados. Equação da correlação. Erro padrão. Variação explicada e não explicada. Coeficiente de determinação e de correlação. Equação de regressão. Diagrama de dispersão. Análise de correlação e regressão.
  9. Teoria da Amostragem: Amostras e populações. Amostra aleatória. Valor esperado.

7.5. ESTATÍSTICA APLICADA CONTABILIDADE - Aplicação prática da estatística às atividades do profissional de contabilidade, tais como:

  1. Amostragem em auditoria
  2. Realização de estimativas em orçamentos, projeções
  3. Realização de Estimativas em  reconhecimento e mensuração de ativos, passivos, receitas e despesas.

7.6. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Fontes Consultadas:

  1. MEC - Estatística Aplicada à Educação - 2007 - Autor: Carlos Augusto de Medeiros
  2. UFSC - Estatística Aplica à Administração - 2007 - Autor: Marcelo Tavares
  3. UFU - Curso de Estatística Aplicada à Economia - Autor: Professor Henrique Dantas Neder

O Professor Henrique Dantas Neder escreveu?

O que é Estatística?

A noção de “Estatística” foi originalmente derivada da mesma raiz da palavra “Estado”, já que foi a função tradicional de governos centrais no sentido de armazenar registros da população, nascimentos e mortes, produção das lavouras, taxas e muitas outras espécies de informação e atividades. A contagem e mensuração dessas quantidades gera todos os tipos de dados numéricos que são úteis para o desenvolvimento de muitos tipos de funções governamentais e formulação de políticas públicas.

Dados numéricos são de fato uma parte da Estatística, mas são apenas a matéria-prima, que precisa ser transformada pelos “métodos estatísticos” para posterior análise.

A Estatística, como um método científico, refere-se ao projeto de experimentos e a descrição e interpretação de observações que são feitas. De um ponto de vista moderno, a Estatística é freqüentemente definida como um método de tomada de decisão em face da aleatoriedade dos fenômenos.

Em uma mais vasta perspectiva, o escopo da estatística pode ser pensado em termos de três áreas diferentes de estudos:

  1. A Estatística Descritiva
  2. A Estatística Indutiva
  3. A Teoria da Decisão Estatística

Na  obra endereçada são definidos esses três pontos enumerados, entre muitos outros que serão transcritos neste resumo que está sendo apresentado para reciclagem de formados em Ciências Contábeis que pretendam participar do Exame de Suficiência para registro profissional em CRC - Conselho Regional de Contabilidade na categoria de Contador.