início > cursos Ano XXII - 27 de janeiro de 2021


QR - Mobile Link
CFC - EXAME DE SUFICIÊNCIA - 2015-1 - QUESTÃO 30 - RESPOSTA

CFC - EXAME DE SUFICIÊNCIA
BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS
QUESTÕES E RESPOSTAS DE 2015 - 1ª EDIÇÃO
(Revisada em 05-01-2016)

Referências: QUESTÃO 30 - RESPOSTA - Contabilidade de Custos - Custo Fixo e Custo Variável, Custo Total, Quantidade Produzida, Matemática - Equação Linear.

Clique na questão desejada:

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

QUESTÃO 30: RESPOSTA

O custo total de uma empresa, representado por "y", é determinado por uma equação linear em que o intercepto representa o Custo Fixo da empresa; o coeficiente angular representa o Custo Variável por unidade; e "x" representa a quantidade produzida.

Para efeito de determinação da equação linear, foram apresentados os seguintes dados:

Custo Fixo R$ 15.000,00
Custo Variável R$ 500,00

A equação linear que representa o custo total da empresa é:

(a) y = 15.000 + 500x

(b) y = 30x

(c) x = 15.000 + 500y

(d) x = 30y

JUSTIFICATIVA

O enunciado menciona:

y = Custo Total do Produzido pela Empresa

x = Quantidade Produzida

Custo Fixo = R$ 15.000,00

Custo Variável (por quantidade produzida) = R$ 500,00

Logo:

y = 15.000 + 500x

Exemplos:

1. Se a empresa tivesse produzido apenas 30 unidades, o Custo Total seria: y = 15.000 + 500 x 30 = 30.000 : : Preço por unidade produzida = R$ 1.000,00

2. Se a empresa tivesse produzido 1.000 unidades, o Custo Total seria: y = 15.000 + 500 x 1.000 = 515.000,00 : : Preço por unidade produzida = R$ 515,00.

3. Se a empresa tivesse produzido 30.000 unidades, o Custo Total seria: y = 15.000 + 500 x 30.000 = 15.015.000,00 : : Preço por unidade produzida = R$ 500,50.

No enunciado feito pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade não foi colocada a capacidade máxima de produção. Cabe lembrar que as empresas podem produzir em três turnos de 8 horas em ocasiões especiais em que haja aumento do consumo popular. Portanto, com novos turnos de produção, seria influenciada a forma de cálculo das depreciações e amortizações (segundo a Legislação Tributária). Além disso, haveria a elevação do custo da mão de obra no horário noturno (Legislação Trabalhista - Horas Extras - percentual de acréscimo maior que nas horas diurnas). Desse jeito, a questão formulada visa quase que exclusivamente a avaliação dos conhecimentos sobre matemática. Os sistemas de contabilidade de custos são muito mais complexos.


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.