ESPECIALIZAÇÕES DA CONTABILIDADE - http://www.cosif.com.br/
Ano XV - São Paulo, 30 de setembro de 2014



Mobile Link
 

ESPECIALIZAÇÕES DA CONTABILIDADE


RAMIFICAÇÕES E ESPECIALIZAÇÕES DA CONTABILIDADE

ESPECIALIZAÇÕES DA CONTABILIDADE

NOTA: Especializações em Ciências Contábeis - Artigo publicado na revista VISTA & REVISTA nº 2 do departamento de Ciências Contábeis da UFMG, de autoria de Álvaro Pereira de Andrade e Luiz Gustavo Cordeiro da Silva, extraído do “site” do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Pernambuco.

(Revisada em 30-03-2014)


RESUMO

O trabalho discute a partir dos diversos ramos da Contabilidade os instrumentos que cada um a seu modo oferecem aos administradores, para tomada de decisão.

Ver o Quadro Sinótico das Especializações em Contabilidade.

Veja ainda os seguintes textos do site do Cosife


INTRODUÇÃO

Para o bom gerenciamento das atividades empresariais é necessária a utilização de diversas técnicas oriundas das chamadas ciências empresarias: Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Ciências Administrativas, e ainda há outras Ciências, tais como Psicologia e Sociologia que fornecem outros elementos fundamentais para gestão dos negócios.

Tendo em vista ser este trabalho da área Contábil, o propósito é tentar reunir de maneira explicativa as principais ferramentas disponíveis nas Ciências Contábeis para utilização por parte da sociedade de acordo com o nível de necessidade de cada usuário.

Neste trabalho procura-se discorre sobre tais ferramentas agrupando-as de forma a permitir uma melhor visão deste instrumental Contábil auxiliar na tomada de decisões, que poderão ser ajustadas de acordo com as necessidades de cada usuário.

O alcance desse objetivo será materializado, através da descrição da estrutura básica das áreas de especialização em Contabilidade.

Inicialmente para uma descrição sobre essas áreas, faz-se necessário fornecer uma visão ampla da Contabilidade para que se possa saber quando e como delas se utilizar.


PRINCIPAIS ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO DAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Contabilidade Geral ou Financeira

O objetivo da Contabilidade Financeira é coletar os dados das transações econômico-financeiras que afetam o patrimônio da entidade, classificá-los e registrá-los, fornecendo informações condensadas em forma de relatórios.

O profissional habilitado nesta ramificação é geralmente conhecido como o Contador propriamente dito, que poderá estar vinculado a empresa por contrato de trabalho ou prestar serviços como profissional liberal.

A Contabilidade Financeira está voltada para os aspectos internos e externos da empresa.

O produto das informações geradas por esta ramificação é materializado através de relatórios, cada qual com finalidades específicas, quais sejam:

Balanço Patrimonial - Relata os bens, direitos e obrigações da entidade em determinado momento.

Demonstração do Resultado do Exercício - Demonstra as receitas e despesas referentes a dado período de tempo, indicando se houve lucro ou prejuízo.

Demonstração das Mutações do Patrimônio Liquido - Informa as variações ocorridas nas contas dos proprietários.

Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos - Revela as alterações ocorridas no capital circulante líquido.

Preocupa-se, ainda, em atender as exigências legais, fiscais e trabalhistas, através da escrituração mercantil, respeitando os princípios fundamentais de contabilidade.

Ver: Contabilidade Financeira


PRINCIPAIS ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO DAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Contabilidade de Custos

O objetivo da Contabilidade de Custos é fornecer informações sobre a utilização de bens e serviços na produção de outros bens ou serviços no ambiente onde são gerados, direcionados para o fornecimento de subsídios para análise e avaliação do desempenho e da produtividade.

As atividades desta especialização são desenvolvidas por profissionais conhecidos por Contadores de Custos, que através do levantamento e avaliação dos dados, dos bens e serviços envolvidos na produção, utilizam-se de mapas e documentos es específicos cujas informações são condensadas de forma a permitir aos administradores tomada de decisões.

Ver: Contabilidade de Custos e Cálculo do Custos / Volume / Lucro


PRINCIPAIS ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO DAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Controladoria ou Contabilidade Gerencial

O objetivo da Controladoria está voltada para a aplicação de técnicas sofisticadas de análise dos dados contábeis, gerando subsídios para o planejamento e o controle gerencial de acordo com os propósitos da organização.

No Brasil, o profissional desta área, geralmente habilitado em contabilidade, conhecido por "Controller", é devido a importância de suas atividades, considerado um executivo financeiro a nível de diretoria.

Por estarem voltadas para o aspecto interno da empresa, suas informações são canalizadas através de relatórios gerenciais, normalmente destinados a alta administração.

Ver: Controladoria


PRINCIPAIS ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO DAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Análise de Demonstrações ou Análise de Balanços

O objetivo da Análise de Balanço é oferecer um diagnóstico sobre a situação econômico-financeira da organização, utilizando-se dos relatórios gerados pela Contabilidade Financeira (Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado, etc...) e de outras informações necessárias á análise, relacionando-se prioritariamente a utilização por parte de terceiros.

O profissional que desenvolve este tipo de atividade, pode ter diversas denominações, quais sejam: Analista de Balanço, Analista Econômico-Financeira, Analista de Crédito, Analista Financeiro etc...

O produto da análise de Balanço é apresentado em forma de relatório, que inclui uma análise da estrutura e composição do patrimônio e um conjunto de índices sobre os quais é formada a conclusão do analista.

As informações da análise de balanços estão voltadas para dentro e fora da empresa.

Ver: 3.5. Análise de Balanços


PRINCIPAIS ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO DAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Auditoria Contábil

O objetivo básico da Auditoria é formar uma opinião sobre as demonstrações elaboradas pela Contabilidade Financeira, com fim de certifica-se da veracidade das informações ali contidas. O profissional desta área possui formação em Contabilidade e se divide em duas categorias distintas: Auditor Interno e Auditor Externo.

Auditor Interno - profissional que verifica o cumprimento das normas e controles internos e a sua opinião sobre as demonstrações contábeis limita-se afins internos, sedo funcionário da empresa auditada.

Auditor Externo - profissional que não possui vínculo empregatício com a empresa auditada, sendo o direcionamento básico de seus trabalhos voltados para fins externos e internos.

Ver: Auditoria


INSTRUMENTOS CONTÁBEIS POR ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO

Contabilidade Financeira

A Contabilidade Financeira possui como principais instrumentos auxiliares na tomada de decisões, os seguintes relatórios:

Demonstrações elaboradas com base no conceito do custo histórico corrigido;

Demonstrações elaboradas com base no custo corrente de reposição; e

Demonstrações elaboradas com base no conceito do custo corrente corrigido.


INSTRUMENTOS CONTÁBEIS POR ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO

Contabilidade de Custos

A Contabilidade de Custo possui como principais instrumentos para auxiliar a administração em suas decisões, os seguintes sistemas:

Sistemas de Custos para avaliação de estoques onde se aplica o custeio por absorção.

Sistemas de Custos para decisão onde se aplica o sistema de custeio direto (sistema pelo qual somente são apropriados aos produtos os custos variáveis, sendo os custos fixos separados e considerados como despesas do período). Este sistema é importante por permitir obter-se um lucro que acompanha sempre a direção das vendas.

Obtenção de margem de contribuição, identificação de custos fixos e cálculo do retorno sobre investimento.

Fixação de preço de venda e a decisão sobre compra da produção.


INSTRUMENTOS CONTÁBEIS POR ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO

cálculo do custo / volume / lucro

Sistemas de Custos para controle onde se aplica o método de custo padrão corrente (aquele que a empresa fixa valores como meta para o próximo período, para um determinado produto ou serviço, mas com a diferença de levar em conta as deficiências sabidamente existentes em termos de qualidade de materiais, mão-de-obra, equipamento, fornecimento de energia etc..).

Trata-se de um sistema de apropriação de custos que leva em conta:

Análise de variações físicas e monetárias de materiais e de mão-de-obra, considerando os realmente consumidos.

Análise das variações de custos indiretos de fabricação.


INSTRUMENTOS CONTÁBEIS POR ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO

Controladoria

As principais ferramentas para tomada de decisão são:

a) Orçamento que representa a expressão quantitativa dos planos elaborados para o futuro e subdividi-se em:

  • Orçamento de vendas;
  • Orçamento de despesas de administração;
  • Orçamento de outras despesas;
  • Orçamento de produção;
  • Orçamento de mão-de-obra;
  • Orçamento de compras;
  • Orçamentos de custos indiretos de produção;
  • Balanço patrimonial projetado;
  • Demonstração do resultado projetado.

b) possui relatórios com informações extraídas da contabilidade financeira e de custos, para tomada de decisões, nos quais as informações são rearrumadas e recalculadas com base em critérios específicos (avaliação do estoque pelo método do preço de venda e pelo método do varejo), para tomada de decisões, não se prendendo ás normas legais e fiscais.


INSTRUMENTOS CONTÁBEIS POR ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO

Análise de Balanços

A análise de Balanços possui como principais ferramentas para auxiliar a tomadas de decisões:

a) Análise contábil - o objetivo da análise de relatórios e demonstrações compreende a indicação de informações numéricas preferencialmente de dois ou mais períodos de modo a instrumentar os administradores, acionistas e outros interessados em conhecer a situação da empresa e tomar decisões. Subdividi-se em:

  • análise de estrutura;
  • análise de evolução;
  • análise por quocientes;
  • análise por diferenças absolutas.

b) Análise financeira tradicional efetuada através de indicadores financeiro para análise global e a curto prazo, pelos indicadores de velocidade para análise financeira.

c) Alavancagem financeira - é utilizado para medir o grau de utilização do capital de terceiros e seus efeitos na formação da taxa de retorno do capital próprio.

d) Análise econômica - Mensura a lucratividade, rentabilidade do capital próprio, lucro líquido por ação e o retorno de investimentos operacionais.


INSTRUMENTOS CONTÁBEIS POR ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO

Auditoria

Possui como ferramentas auxiliares na tomada de decisões pelos administradores:

Parecer de Auditoria - opinião do Auditor, sobre a veracidade ou não das informações contidas nas demonstrações contábeis tomadas em seu conjunto.

Carta de recomendações - relatório onde são descritas todas as falhas de controles, erros e omissões encontradas, bem como suas respectivas sugestões para correção.


CONCLUSÃO

A pretensão deste trabalho foi reunir as ferramentas contábeis básicas, consideradas úteis para a gestão empresarial, sem, no entanto, esgotar o potencial da Contabilidade, no intuito de que os usuários das informações por ela produzidas possam tomar conhecimentos, no seu conjunto, da grandeza e extensão do instrumental posto a sua disposição para auxiliá-los decisões negociais.





Atendimento
Central do Assinante
Licença de Uso
Política de Privacidade
Suporte - Helpdesk
Suporte ao Usuário
Busca Avançada
Ajuda
Mapa do Site
FAQ
Comercial
Assine Já
Anuncie Aqui
Estatisticas
Institucional
Coordenação
Editoração
Expediente
Contato
twitter.com youtube.com google.com rss antispam.br
©1997-2014   Megale Mídia Interativa.   Todos os direitos reservados para Américo Garcia Parada Filho.